A TEMPESTADE

Até pouco tempo, as inundações e os deslizamentos na capital eram responsabilidade das fortes tempestades, de acordo com nosso convicto prefeito. Agora, a falta de luz também é de responsabilidade das tempestades que derrubam as inadvertidas árvores sobre fios e cabos. Claro, o trânsito caótico também é de responsabilidade das chuvas tempestuosas. Como também o transporte sobre trilho, dependente de energia elétrica. O mato que cresce nos bairros sob comando de policiais militares aposentados empossados subprefeitos também é de responsabilidade das fortes chuvas que nessa época fazem o mato dar como louco. Não seria ironia da minha parte se acrescentasse à culpabilidade da chuva, a falta d’água, uma vez que a tempestade derruba a luz, que desliga a bomba elevatória de água aos pontos altos da metrópole.  Nesta lista também caberia a ausência de professores nas Redes Estadual e Municipal, uma vez que sem luz, sem água, com trânsito caótico, fica difícil contratá-los para dar aula, principalmente os professores de Língua Portuguesa, Matemática, Química e Física (deve ser por algum motivo pluvial que, eu confesso, desconheço). Claro, não nos esqueçamos que por causa das tempestades, crateras se abrem nas obras do metrô, atrasando os avanços de lesma da estratégica obra de infraestrutura. Sim, meus amigos, a Tempestade expôs a fragilidade da metrópole e se tornou a principal oposição política aqueles que uma vez eleitos para ” organizar o condomínio” se escondem em suas viagens de helicópteros. Por isto, nas próximas eleições VOTEM EM TEMPESTADE… Esta faz acontecer

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: