Caídos na Real (da Pompéia)

Caídos na Real (da Pompéia)
10 de fevereiro de 2011 às 18:15

Freqüentadores contumazes da “Padaria” (sic!) Real, no final dos anos 80, escolhemos a mesa de sempre: de frente à pracinha da caixa d’água, de onde era possível ver quem chegava e saía.

Enquanto traçávamos projetos e pilotos para canais TV, matávamos dúzias de chopps e nos servíamos dos suspeitíssimos pratos a la carte: filé à cubana ou sala da, fritas, bife, arroz e feijão.

Horas depois, enfastiados pelo efeito da comida e pelo peso do álcool, voltávamos para a República, onde morávamos. Mas naquela tarde, por algum motivo desimportante da época, seguimos bebendo e comendo.
– Sãopaulino! Provoquei o garçon corinthiano que prontamente nos atendeu.
– Eu quero um creme de papaya e meu amigo.. aqui….
– Tem licor? Perguntou.
– Só Contreau, disse o garçon.
– Traz dois, ele pediu.
Papo vem, papaya vai e nada de licor. Venceu o horário do corinthiano que sumiu. Uma hora depois, eu já estava como o Luiz Melodia, “naquela que dá dó” , quando, de repente, chegou outro garçon com dois pratos na mão: – foi daqui que pediram dois “contra”… filés?
– kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Meu Deus! Caiu a ficha. O atendimento ruim sempre foi a sensação da casa. Mas contreau por contra, foi o máximo. Até hoje, “casco o bico” do pedido dos “contrô”.
– É… mais um pouquinho, até que eu encarava outro prato, disse o colega de Faculdade.
Pagamos a conta e fomos embora cambaleantes de tanto rir.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: