André Esteves e o banqueiricídio

Em um pouco mais de uma hora respondendo a questões de clientes do BTG – Pactual, o dono de uma fortuna de 5,6 bilhões de dólares (Forbes) afirmou que não está acontecendo “muita coisa”(na economia) e que a variável “que está fora de lugar não é o (sic) juros, nem a bolsa, é o câmbio”, e diz não saber porque o “Brasil está muito barato”.

André Esteves disse numa reunião na última 5ª feira (21.out.2021) que foi consultado pelo presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, sobre qual seria o limite para a queda da taxa de juros, a Selic. A conversa foi há mais de 1 ano, quando havia uma discussão teórica no país sobre qual deveria ser o piso mínimo da taxa de juros que o mercado chama de “lower bound”.

O áudio da conferência feita aos filhos de empresários coincidiu com a previsão de recessão feita pelo Itaú. Mas no céu de Esteves não há crise. Durante seus comentários, interrompidos por risadas de ricos que riem  à toa, o banqueiro abriu sua massa cinzenta sobre o que pensa da sociedade brasileira. Cabe anotar a) a ausência da palavra desigualdade e b) os sintomas de complexo de vira-lata ao assumir que somos feitos a imagem e a semelhança da sociedade americana (embora nunca tenhamos visto Tio Sam tocando tamborim). A ginástica mental foi justificada pelas coincidentes ondas imigratórias de italianos, japoneses e afros que alcançaram os dois países, e que, na opinião dele, colocariam nossa sociedade muito parecida com a dos americanos. Embora, ele tenha esquecido de falar dos indígenas e das respectivas e díspares colonizações portuguesa e inglesa.

Para ele o Brasil tem avançado por conta da agenda de reformas. Aquelas Reformas que retiram direitos Constitucionais e ampliam as garantias dos rentistas. Típico acordo Caracu.

Esteves afirma ter sugerido o fatiamento da reforma tributária, reajustando a tabela do IR (Imposto de Renda) e tributando dividendos. “A reforma não é ruim, poderia ser um pouquinho melhor. Acho que falta mais densidade de formulação na equipe do Paulo [Guedes]. 80% do texto original foi corrigido”, declarou o banqueiro.

Banqueiricídio

Como é bom e raro poder ouvir um banqueiro sincero, principalmente, quando mistura análise com desejos e privado com o público. O boquirroto Esteves chegou se gabando pelo atraso, pois estava com o (Arthur) Lira (presidente da Câmara dos Deputados ) ao telefone falando sobre demissionários do ministério da Fazenda (RISOS), pasta que o sócio Paulo Guedes chefia. Também se deleitou na vaidade quando disse que o presidente do Banco Central o consultou sobre se o país havia alcançado o piso da Taxa de Juros (MAIS RISOS)

O governo e a governança

Dá pra imaginar o sem rumo em que estamos se o presidente do Banco Central consulta um banco de segunda linha sobre taxa de juros? Dá para imaginar que os banqueiros não entendem a alta do dólar?

Bilhões na prateleira

Para quê? Por que a ata do Copom é tão enigmática, de modo a não antecipar aos especuladores do mercado os próximos passos, se Campos Neto e Esteves “trocam figurinhas” sobre taxa de juros? É tão bom ter um Banco Central independente para chamar de seu.

Esteves está com seus 5 bilhões de dólares (guardados na prateleira da “meritocracia”) sem saber porque o dólar sobe. Embora os relatórios do Banco Central do “brother” Roberto Campos Neto revele um derretimento das reservas cambiais. líquidas da ordem de 17 bilhões, ao ano, em 2019 e 2020.

É claro que outros países também são afetados pela valorização global do dólar. Mas o Brasil com toda a pujança de “celeiro do mundo”, o queridinho exportador de commodities dos banqueiros e economistas de banqueiros internacionais, é o dono da moeda que mais se desvalorizou no mundo. O Brasil perde dinheiro em swaps cambiais do Banco Central; o país perde divisas com gasolina (veja só, Paulo Guedes), o país perde rentabilidade com estouro da inflação, acima da meta, com um desemprego estrutural de 15 milhões pessoas, com a desindustrialização, com a falta planejamento estratégico de desenvolvimento tecnológico. Até o propalado controle fiscal faz goteira e o casco da economica faz água. O país não tem chip para a industria automobilística, mas Esteves não entende porque a demanda por dólar aumenta. E continua aumentando. Os dolarizados estão tranquilos.

É o gráfico como realidade

Na política, o rentista escarnece das diferenças ideológicas, democráticas e institucionais. Diz que Lula ao centro e Bolsonaro calado se equivaleriam; que o voto por cidadão é como um defeito da democracia por permite igualar o voto do “ignorante ao do ‘consciente'” e iguala o Golpe de 1964 com o impeachment de Dilma Rousseff. Esse banqueiricídio da deselite brasileira nos mantém refém do capitalismo predatório e rentista.

Não podemos esquecer que André Esteves vê o Chile como modelo. Embora o país tenha fracassado, socialmente, os Chicago-não-aguenta Boys o tomam como exemplo de bons número da macroenonomia. É quase como um power-point, mas é um gráfico da macroeconomia, para o qual a igreja neoliberal acende todas as velas, mesmo que as pessoas estejam morrendo de fome. Os cabeças-de-planilha não aprenderam nada com Celso Furtado ou Maria da Conceição Tavares. Vivem iludidos como leitores de folhas e chá ou borra de café. E recebem comissão gorda por isso.

A análise de conjuntura que André Esteves faz do Brasil está descolada da realidade brasileira, da economia real. É apenas um gráfico na tela. Desde que Blanchard disseminou nas escolas de operadores de mercados de capitais as curvas IS-LM tudo ficou resumido numa planilha. É a banana comendo o macaco. Todo a miséria que não cabe nos ratings fica de fora para não contaminar a esperança dos investidores (e afetar as gordas comissões). Vamos ver até onde os mercados financeiros vão (dis) torcer a realidade.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s